Reservatórios de água para uso doméstico no Brasil: qualidade microbiológica e química e manutenção de condições sanitárias

Resumo

Introdução: Os reservatórios domésticos de água garantem comodidade e segurança para os
consumidores em relação à intermitência de água. Negligenciar os cuidados mínimos para os
reservatórios pode transformá-los em uma fonte de água imprópria para consumo. Objetivo:
Avaliar a qualidade físico-química e microbiológica da água dos reservatórios domiciliares,
destacando a necessidade de ações individuais para garantir a qualidade da água consumida
em casa. Métodos: Foram selecionadas 217 residências, onde os moradores responderam
um questionário para o levantamento das condições de armazenamento e manutenção dos
reservatórios de água e para coleta de amostras. As dosagens de cloro, pH e temperatura foram
realizadas in situ e as de metais por espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado.
A presença de parasitos foi avaliada pela técnica de sedimentação espontânea e a de bactérias dos
grupos coliformes (totais e fecais) pela técnica de tubos múltiplos com substrato cromogênico.
Resultados: Os resultados mostraram que 115 (53%) participantes conheciam o período correto de
manutenção dos reservatórios e 109 (50%) indivíduos relataram que não executam a manutenção
na frequência recomendada. Os valores médios de cloro, pH e temperatura foram de 1,34 mg/L,
6,5 e 25,4 ºC, respectivamente. As concentrações médias de metais apresentaram-se abaixo dos
valores máximos permitidos e não foram detectados parasitos e bactérias. Os testes indicaram
que as amostras de água se encontram de acordo com os padrões de potabilidade recomendados
pela legislação nacional. Conclusão: Embora os resultados não mostrem contaminação
microbiológica nas amostras estudadas, a população precisa ser regularmente informada sobre a
importância da higienização do reservatório. Atualmente, existe uma preocupação crescente com
o desenvolvimento de ações individuais direcionadas à saúde humana e prevenção de doenças
relacionadas ao acesso e uso da água. Portanto, são necessários programas de educação em saúde
para orientar a participação da comunidade, com fins de promover melhor qualidade de vida.

Publicado
março 10, 2021
Como Citar
JULIÃO, Fabiana Cristina et al. Reservatórios de água para uso doméstico no Brasil: qualidade microbiológica e química e manutenção de condições sanitárias. Arquivos de Ciências da Saúde, [S.l.], v. 28, n. 1, mar. 2021. ISSN 2318-3691. Disponível em: <https://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/1802>. Acesso em: 16 out. 2021. doi: https://doi.org/10.17696/2318-3691.28.1.2021.1802.
Seção
Artigos Originais