Perfil dos pacientes acompanhados pelo SIS-HiperDia em um estado do nordeste brasileiro

Resumo

Introdução: Atualmente a hipertensão (HAS) e o diabetes (DM) configuram-se como um importante problema de saúde pública internacional, com elevadas morbidade e mortalidade em diversas nações. O maior ônus aos sistemas de saúde do mundo relaciona-se ao conjunto de doenças crônicas não transmissíveis, no qual se insere a hipertensão e o diabetes melittus, implicando em prejuízos para os doentes, suas famílias e para a sociedade. É, portanto, imperioso conhecer as características dos acometidos por essas enfermidades. Objetivo: Caracterizar indivíduos com hipertensão e diabetes mellitus cadastradas no SIS-HiperDia no estado do Maranhão. Material e Métodos: Estudo observacional, descritivo, quantitativo, utilizando dados do SIS-HiperDia de 2002 a 2012. Resultados: As mulheres foram o grupo de maior representatividade dentre os cadastrados, bem como aqueles pertencentes à faixa etária de 60 a 79 anos. Na análise das complicações e fatores de risco, o AVC e o sedentarismo foram, respectivamente, os mais referidos. Conclusão: observou-se maior prevalência de hipertensão e diabetes mellitus entre as mulheres, em idades avançadas. Faz-se necessário implementar ações de saúde que visem assistir essa população alvo, bem como estratégias que auxiliem na redução das complicações e fatores de risco associados a essas doenças crônicas não transmissíveis.

Publicado
agosto 28, 2019
Como Citar
SOEIRO, Vanessa Moreira da SIlva et al. Perfil dos pacientes acompanhados pelo SIS-HiperDia em um estado do nordeste brasileiro. Arquivos de Ciências da Saúde, [S.l.], v. 26, n. 1, p. 28-31, ago. 2019. ISSN 2318-3691. Disponível em: <http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/1230>. Acesso em: 20 out. 2020. doi: https://doi.org/10.17696/2318-3691.26.1.2019.1230.
Seção
Artigos Originais